Algures no mundo

Nota 10.

Leave a comment

Há coisas que não mudam. Nunca. (Ou eu gosto de pensar que não vão mudar).

Posso estar nos confins do mundo. Posso estar há meses sem vir a casa. Posso estar a ficar mais velha (bem, estou mesmo. Mais ou menos como toda a gente). Mas se faço anos quando estou em Portugal, há festa. Com não sei quantas pessoas. (Entre 20 a 50, dizia eu à minha mãe). Com amigos com quem falo todos os dias. Com pessoas com quem falo uma vez por ano. A única coisa em comum com toda a gente é que há quase 10 anos (bem, há umas que vou conhecendo pelo caminho. Umas que vão ficando para trás), lá para Junho, nos encontramos por aqui. Em minha casa. Com arroz de pato (que não é pato). Com gelado de bolacha, com doces de chocolate. Com rolinhos de linguiça. E com muito espaço no chão para se sentarem (não há cadeiras que cheguem, claramente).

E se sempre foi bom, quando estou fora, sabe ainda melhor.

E se há gente que acha que tem os melhores amigos e família do mundo. Eu tenho a certeza.

Abaixo, está uma prova dos “quase 10 anos”. Mais rugas. Mais olheiras. E muito mais amizade. Venham os próximos 10. Ou 20.

DSC_9510

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s