Algures no mundo

Viagens (zitas).

1 Comment

And here we go again!

Desta vez parte de avião, parte de carro. E parte a cabeça. De ser péssima com caminhos e de me perder várias vezes. Sempre.
Bem, começou (outra vez) a viagem. De Lisboa até Paris: 60 EUR. Do aeroporto até onde tinha o carro: 100 EUR. Qualquer pessoa que me conheça sabe que isto quase que me fez ficar doente. Trau, murro no estômago. Mas ia poupar 3 horas de transportes públicos como o comboio, autocarro, e ainda andar um bocado. Com malas às costas. Oh well. Relaxa Maria.
De Fontainebleau, está de me pôr a caminho para Bruxelas. Não devia ser difícil. E efectivamente não foi (só tive que fazer uma paragem para dormir numa estação de serviço qualquer.) E arranjar forma de limpar os óculos, com um gelado na mão, já que os cabelos decidiram atacar o gelado, e sujar os óculos. A 120 na auto-estrada, com um gelado na mão, uma simples limpeza não foi tarefa simples. Mas depois de 4 horas, mais ou menos, chego a Bruxelas.
(Claro que só quando estava de manhã no aeroporto é que pensei: às tantas era bom ver onde fica a casa”. E portanto, sem GPS, e só com um printscreen dum mapa no email, eu achei que ia lá chegar). Tudo bem!
Pergunto onde fica a rotunda perto da casa. Mandam-me pelos túneis. Deves sair em qualquer coisa, cujo nome não me lembro. Vale! Faço os túneis todos, claramente não saí. Não vi. Ou não estava. Vamos recomeçar. Mas pelo lado contrário. Saio mais ou menos no certo, mas mandam-me para outros túneis.
Bem, de repente vejo uma placa que dizia: “Bruxelas”, com uma risca em cima. Ok, saí da cidade. Humm, não estou no sítio certo.
Volto para trás. Quando posso.
Ao fim de 40 minutos, chego à rotunda. Hora de olhar para o meu mini printscreen. Meio a guiar, meio a olhar para o mapa, carrego numa tecla qualquer e puff! Desaparece. Apagado! Ah, que bonito. E agora?
Páro, pergunto ao taxista. Ele manda-me em frente e diz: “depois olhe para o seu gps (enquanto apontava para o meu telemóvel) e será fácil encontrar”.
Eu sorrio. (Filho, se tivesse gps não só já teria chegado, como não te perguntaria nada).
Depois de uma hora e meia a conhecer Bruxelas, chego ao destino. Devagar, mas foi!
Quero ver como será para chegar a Dusseldorf!
Viva o Peugeot 106.

Advertisements

One thought on “Viagens (zitas).

  1. Aluga um GPS 🙂 eheheheheh

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s