Algures no mundo

“Não me tentes roubar, sóce”

Leave a comment

“Queria 2 peixes, sff”.

Mostra-me a balança. Está a zeros. Põe o peixe e dá 4,450.

“4,500” – diz-me.

“Acho que aí diz 4,450”

“Ok”

“Empresta-me só a balança um segundo”. Está a zeros, carrego na tecla dos kgs, ponho o peixe novamente e dá 2 Kgs e qualquer coisa.

Olho para ele. Levanto o sobrolho. Ele diz muito rapidamente “ahhhh, estava em libras, não reparei”.

Todos se começam a rir, claro.

“Pois pois”, digo também a rir-me. “E quanto é cada Kg?”

“270”

“Ah que tangas, é 250”.

Gargalhada geral e ele diz: “era para começar a negociar, Senhora, depois íamos tirar os 20”.

“E quanto é que isso dá no fim? Mas não me enganes outra vez”

“Dá XX” (e foi certinho à unidade, enquanto encolhia os ombros). “Desta vez é mesmo assim, mas dá lá 600”

E eu dei. Dar até dou, às vezes. Mas enganarem-me é que não. Vou à lua. E eles também, tal é o meu escarcéu.

 

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s