Algures no mundo

Visitas são sempre boas. A chuva, nem por isso.

Leave a comment

E pronto, voltou o inverno. Tenho alguma dificuldade em lidar com o assunto, admito. Mas “o que tem que ser tem muita força” (que bela expressão) e portanto, fomos beber ali umas cervejas. Ou melhor, alguns foram beber cervejas, outros copos de água, claro.

Decidimos ir ao Oktoberfest. Miúdas em casa, e here we go. Claro que, como belos tugas que somos, chegámos às 9:00 da noite quando aquilo fechava às 10:30 (e sim, pontualíssimo, como se esperaria na Alemanha. Só as consultas do médico é que, sabe-se lá porquê, são um atraso constante). Ao contrário do que seria de esperar, foi uma óptima táctica. Já estava tudo bêbedo, mas muito divertido. Tudo em cima das mesas e dos bancos. Músicas de mil-novecentos-e-troca-o-passo (a sério que tocaram o “Teenage Dirtbag”? E sim, esta até é de 2000, mas adiante). Chapéus em formato de frango que se mexiam sozinhos, maminhas a saltar dos vestidos das senhoras. Toda a malta vestida a preceito. Mas acima de tudo, estava cheio, mas cheio q.b. o que nos permitiu ver tudo e aproveitar.

Às 10:30, lá tivemos que sair das tendas e vamos cá para fora (a chover, claro, mas foi pouco relevante). Fomos aos pães com salsichas (aquilo a que em Portugal chamamos cachorros, mas que se as meninas do Maria Wurst ouvissem, caíam para o lado, porque é diferente, true story!), fomos à mostarda nas mangas dos casacos. Fomos às barraquinhas de atirar bolas às latas (o Luís, muito certeiramente, acertou em tudo. Damn, rapaz eficiente. Já eu, fui meio lástima!). O Luís ganhou um pato muito cool, muito amarelo e cor-de-rosa e muito phones on! Fomos ver as montanhas russas (que, com pena minha, não deu para andar! SNIF!) e fomos embora.

Melhor do que isto, só se não estivesse a chover. But still, foi óptimo.

O resto do fim-de-semana também foi 5estrelas. Até fomos a um museu (algo não muito comum em mim, mas que valeu a pena. Sobre a ascensão do Hitler e a importância de Munique no Nazismo). Fomos a um brunch. Maravilhoso e barato (o que cá em Munique não é assim tão normal. Mais o barato do que o maravilhoso, but still!). Fomos a uma cervejaria para o Zé experimentar o Schweinshaxe (também chamado de pernil), e andámos por aí. À chuva, once again.

Tudo isto com duas crianças atrás.

A música falava em Daddycool. Puffff. Sabem lá eles. Aqui é, também, mummies-cool.

(Fotografias tiradas sem luz e com um telemóvel).

img_7753img_7754img_7759img_7761img_7762img_7764img_7768img_7774img_7717img_7727img_7730unknownunknown-2unknown-3unknown-1

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s