Algures no mundo

Chapa(da)s.

3 Comments

E, de repente, tenho uma hora e meia para mim. É a loucura. Ir a piscina!
Vou de taxi, para ser mais rápido (ontem, acabei por ir a pé para onde precisava de ir, enquanto esperava pelo táxi. Hoje não há tempo para isso).
Espero 2 minutos (parece uma eternidade). Não há táxis, mas aparece um chapa, aka Toyota Hiace.
– passa no shopping24?
– sim
Entro. Toda a gente ri, claro. Sento-me. Metade em cima do banco, metade em cima da perna da amiga do lado. Mas ninguém parece achar estranho. Somos 18 (atenção que o carro dá, em teoria, para 11).
A certa altura pára, entram mais 3. Sim, já somos 21. (Andam os jogadores de futebol a gastar em autocarros de 50 lugares quando podiam só usar um destes. E para as duas equipas. Era certinho que chegavam quentes ao campo).
O chapa continua e começo a achar que aquilo não vai para onde eu quero. Espero mais 5 segundos e pergunto:
– amigo, mas não pára no shopping24?
O amigo, enterrado no meio de 20 pessoas nem ouve. Responde outro (que talvez por estar em cima de toda a gente, tenha ouvido melhor).
– sim, shopping maputo.
– nãoooo, qual shopping maputo. Quero o shopping24.
– sim, shopping polana.
(Pronto, está claramente a não ouvir a frase toda, assim como o outro também não ouviu, está visto).
Começo a gritar, a ver que só me estou a afastar mais do lugar que eu queria “heyyyy, páraaaaa. Pára aqui” (we all know como eu consigo ser peixeira).
Todos se riem e o motorista continua a andar.
– páaaaara! Quero sair.
Toda a gente à gargalhada. E o chapa lá pára. Um diz-me:
– fazes ginástica. Vais a pé (oh que maneira simpática de me chamar gorda, ahah). E o pior é que tinha mesmo que ir a pé.
– não vou pagar o valor todo, informo logo.
– pagas 4 (sim, estamos a falar de menos de menos de cinco cêntimos, mas não quero saber. É o princípio).
Achei que 4 era justo. Era metade do valor normal. Mas isto foi-me dito por um passageiro. Claramente o cobrador não concordava.
Saio do chapa. A refilar, claro. E o cobrador a querer os 9. No way!
– não pode só dizer ao cobrador para onde vai, tem que dizer a toda a gente. Nós tínhamos dito que não dava.
(Ah, tá!)
Para a próxima já sei.
E foi assim que a minha hora e meia se transformou em 1 hora e 10 (sim não parece drama, mas para mim, foi).
Damn!

Advertisements

3 thoughts on “Chapa(da)s.

  1. Por acaso está ali uma fotografia parecida com uma da Maddie, de chapéu cor de rosa. Mas felizmente a Francisca não está de sandálias e meias roxas.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s